Gamer Lifestyle

O blog do Fabão

  • Translator

    Portuguese flagItalian flagEnglish flagGerman flagFrench flagSpanish flagJapanese flag
  • Sobre o Gamer Lifestyle

    Este é um blog sobre o estilo de vida gamer, o estilo de quem compreende os jogos eletrônicos como forma de arte, cultura, negócio e entretenimento; o estilo de quem joga, mas sobretudo de quem pensa os jogos; o estilo de quem se assume gamer, e vê nisso não um escapismo, mas um complemento a todos os outros aspectos e aspirações de sua existência serenamente revolta. Espere tópicos filosóficos, amenidades, discussões, polêmicas, opinião, tudo isso junto e nada disso também. Enfim, viva o estilo de vida gamer e venha aqui debatê-lo.
  • Assine os feeds

  • Atualizações por e-mail

    Para receber atualizações direto no seu e-mail, clique aqui.
  • Anúncios

  • Novidades Play-Asia em Jogos

  • Novidades Play-Asia em Figures

  • Novidades Play-Asia em Livros

  • Pesquisa de produtos Play-Asia

Archive for the 'Sega' Category

15 anos de Sega Saturn e minha devoção pelo console

Posted by Fabão on 23rd novembro 2009

SegaSaturn_Artistic

Neste domingo, dia 22 de novembro, o Sega Saturn completou 15 anos desde seu lançamento no Japão.  O console foi lançado a ¥44.800, com cinco jogos disponíveis: Virtua Fighter, WanChai Connection, Myst, Tama e Mahjong Gokuu Tenjiku. Poucas semanas depois, o Japão testemunhou a chegada do novato PlayStation, da Sony, e, ao longo dos anos, o concorrente ganhou a simpatia das produtoras e do público, encerrando prematuramente a carreira do console da Sega. Mas foi uma vida muito produtiva, não obstante o hardware hermético e as vendas tímidas. Só no Japão, o console recebeu mais de 1000 jogos, incluindo os melhores jogos de luta 2D de sua geração e muitos grandes e obscuros shooters e RPGs.

Dados sobre vendagem são conflitantes: o artigo da Wikipedia em inglês cita dois números de fontes diferentes, 9,5 milhões e 17 milhões de unidades vendidas no mundo todo; já o artigo da Wikipedia japonesa é mais categórico: 8,76 milhões de consoles no mundo, 5,8 milhões apenas no Japão. Um número mais plausível que eu cheguei a ver é de 14,46 milhões de unidades no mundo, sendo 5,6 milhões em terras nipônicas e outros 8,86 milhões de consoles no restante do mundo. No Japão, o jogo mais vendido do Sega Saturn foi Virtua Fighter 2, febre absoluta na época, com 1,4 milhão de unidades vendidas – também foi o único do console a ultrapassar 1 milhão em vendas no Japão.

Com a chegada do Dreamcast, em novembro de 1998 no Japão, todos os recursos financeiros da Sega foram direcionados à nova plataforma, e o Sega Saturn definhou: após receber 319 jogos em 1996 e 351 em 1997 em território japonês, a oferta de títulos foi reduzida a 215 em 1998 e apenas 17 em 1999. Em 2000, seu último ano de lançamentos licenciados no Japão, o Saturn ganhou apenas três jogos – o último foi Yukyuu Gensoukyoku: Perpetual Collection, no dia 7 de dezembro, uma coletânea de títulos lançados previamente para o console (o que torna Final Fight Revenge, de 30 de março, o último jogo original lançado para o console). Nos EUA e Europa o console já havia sido interrompido há muito mais tempo, em 1998, com Magic Knight Rayearth e Deep Fear, respectivamente.

Atualmente, o console e seus jogos são muito procurados por colecionadores, dada a alta qualidade de muitos deles e a raridade de alguns. Há excelentes títulos muito acessíveis e gemas singulares a preços exorbitantes. Eu comecei a montar minha biblioteca de jogos na própria época de ouro do console, mas a ampliei consideravelmente nos últimos tempos, buscando boas ofertas em leilões japoneses. Abaixo, uma parte do que acumulei ao longo desses 15 anos de história.

SaturnCollection_Fighters

Aqui, reuni principalmente os grandes jogos de luta. Em volta do tradicional Saturn cinza, japonês, e do controle arcade original da Sega, os títulos de pancadaria da Capcom e da SNK. Tenho Vampire Savior, X-Men Vs. Street Fighter e o raríssimo Street Fighter Zero 3 na caixa e com seus respectivos cartuchos de 4 MB de RAM. Ainda da Capcom, Street Fighter Zero 1 e 2, Street Fighter Collection, Vampire Hunter, X-Men: Children of the Atom, Marvel Super Heroes, Marvel Super Heroes Vs. Street Fighter (versão standalone), Pocket Fighter e duas versões de Cyberbots, a convencional e a grande caixa limitada, com artbook e número de série. Da SNK, The King of Fighters 95 com cartucho de ROM e Samurai Shodown III, Real Bout Fatal Fury e Real Bout Fatal Fury Special com cartucho de 1 MB de RAM. Em versões convencionais, Fatal Fury 3, The King of Fighters 96 e 97 e World Heroes Perfect. De penetra na foto, versão completa de NiGHTS Into Dreams…, incluindo o controle analógico.

SaturnCollection_RPGs

Acima, RPGs e afins, gênero muito produtivo para o console no Japão, que infelizmente não viu muitas traduções para o inglês. Indo na ordem desta vez, a foto começa com Langrisser IV, Shining Force III: Scenario 3,  Panzer Dragoon Zwei (é shooter, eu sei), Azel: Panzer Dragoon RPG (grande jogo com quatro CDs, a versão americana é caríssima) e Enemy Zero do Kenji Eno na primeira fileira. Abaixo, começa com todas as versões de Grandia: a demo Grandia Prelude (raro), Grandia propriamente dito e o disco de extras Grandia Digital Museum.  Ao lado, os excelentes Sakurai Taisen 1 e 2. Mais abaixo, Lunar: Silver Star Story, Lunar: Magic School e Lunar 2: Eternal Blue; depois, a dupla de adventures cyberpunk Policenauts e Snatcher, de Hideo Kojima. Na última fileira, o demoníano e cômico Tengai Makyou: Daishi no Mokushiroku, o raro Castlevania: Symphony of the Night, o penetra Christmas Nights e duas versões do estratégico Super Robot Taisen F. Mais ao lado, Resident Evil, o fantástico jogo de estratégia Dragon Force e Samurai Shodown RPG.

SaturnCollection_Misc

Por fim, jogos da divisão AM2 da Sega, liderada pelo lendário Yu Suzuki, e outras coisas. Dá para ver Daytona USA, Daytona USA Championship Circuit Edition, Sega Rally, Virtual-On, Virtua Fighter 1, Remix e 2 (esqueci de incluir o VF Kids na foto), Fighting Vipers, Fighters Megamix, Decathlete e Virtua Cop. Ainda dignos de menção na foto estão o frenético Wipeout e a excelente e rara versão do shooter Gokujou Parodius Da! Deluxe Pack, da Konami, além do interessante Assault Suit Leynos 2.

Tenho muitos outros jogos de Saturn japoneses aqui em casa, várias duplicatas e títulos menores. Sem contar os jogos americanos que estão na casa da minha mãe, incluindo os caríssimos Dragon Force e Albert Odyssey Gaiden, da saudosa Working Designs. Apesar de eu ter uma formação Nintendo, o Sega Saturn acabou sendo o console a que mais dediquei esforços de colecionador – e ainda há muitos títulos que cobiço, como Dungeons & Dragons Collection, Radiant Silvergun, Groove on Fight, Princess Crown, Devil Summoner: Soul Hackers, Metal Slug… O 32-bit da Sega foi e continua sendo muito importante na minha formação como jogador, então é com especial satisfação que digo: feliz aniversário, Sega Saturn!

Post to Twitter Post to Plurk Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Reddit Post to StumbleUpon

Tags: , , , ,
Posted in Artigos, Retrô, Sega | 12 Comments »

 

Twitter links powered by Tweet This v1.6.1, a WordPress plugin for Twitter.