Gamer Lifestyle

O blog do Fabão

  • Translator

    Portuguese flagItalian flagEnglish flagGerman flagFrench flagSpanish flagJapanese flag
  • Sobre o Gamer Lifestyle

    Este é um blog sobre o estilo de vida gamer, o estilo de quem compreende os jogos eletrônicos como forma de arte, cultura, negócio e entretenimento; o estilo de quem joga, mas sobretudo de quem pensa os jogos; o estilo de quem se assume gamer, e vê nisso não um escapismo, mas um complemento a todos os outros aspectos e aspirações de sua existência serenamente revolta. Espere tópicos filosóficos, amenidades, discussões, polêmicas, opinião, tudo isso junto e nada disso também. Enfim, viva o estilo de vida gamer e venha aqui debatê-lo.
  • Assine os feeds

  • Atualizações por e-mail

    Para receber atualizações direto no seu e-mail, clique aqui.
  • Anúncios

  • Novidades Play-Asia em Jogos

  • Novidades Play-Asia em Figures

  • Novidades Play-Asia em Livros

  • Pesquisa de produtos Play-Asia

Íntegras: A nova fase de Hironobu Sakaguchi

Posted by Fabão on 28th junho 2008

No episódio post de ontem, ao listar os gênios da indústria de games, falei muito brevemente porque estava deixando de fora o progenitor da minha amada série, Hironobu Sakaguchi. Aclamado e respeitado na segunda metade dos anos 1980 e durante toda a extensão dos 1990, Sakaguchi tem vivido reviravoltas em sua vida ao longo desta década que nem a transição para o segundo mapa-múndi de Final Fantasy VI se equipara. Ele quase afundou a Square com o fracasso comercial do filme Final Fantasy: The Spirits Within, pulou fora da empresa, fundou seu próprio estúdio Mistwalker e investiu horrores na produtora AQ Interactive. Em 2005, em entrevista para o Pablo Miyazawa na E3 (a qual presenciei do lado de fora da sala, a metros de distância), Sakaguchi chegou a dizer que “Final Fantasy é passado“. Mas, acima de fatos e notícias, Hironobu Sakaguchi foi responsável por novos jogos…

Mas, quão exatamente novos? Eu não diria muito. Desde que oficializou sua saída da Square Enix, Guchi já lançou Blue Dragon, ASH: Archaic Sealed Heat e Lost Odyssey. Ainda vêm por aí Away Away: Shuffle Dungeon, Blue Dragon Plus e o multimilionário Cry On, do qual nada se viu. Dos que já estão no mercado, tive a oportunidade de jogar e analisar dois, e constatar que Sakaguchi está preso ao passado nos lugares errados. Ainda quero muito jogar Lost Odyssey, muito embora tenha a impressão de que ele seja de algum modo arcaico, mas, como disse, já experimentei duas de suas mais recentes criações, e foi com base nisso que disse que ele tem sido “tão arcaico quanto uso de mesóclise”.

Depois do “salto”, as análises que fundamentam minha afirmação sobre o não obstante querido Sakaguchi.

Read the rest of this entry »

Post to Twitter Post to Plurk Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Reddit Post to StumbleUpon

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
Posted in Análises, Divagações, EGM Brasil, Editora Europa, Futuro Comunicação, Nintendo DS, Xbox 360, Íntegras | 6 Comments »

 

Twitter links powered by Tweet This v1.6.1, a WordPress plugin for Twitter.